Dicas

O super-herói do condomínio

Publicado em

síndico-4

Síndico é uma daquelas funções que ou se ama ou se odeia. As funções são muito claras no art. 1.348 do Código Civil: convocar a assembleia dos condôminos; representar, ativa e passivamente, o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns; dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio; cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e as determinações da assembleia; diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores; elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano; cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas; prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas e realizar o seguro da edificação.No entanto, o síndico muitas vezes abraça, devido à necessidade ou para reduzir os custos de sua própria administração, atividades que não lhe competem. O cargo exige, além de tudo isso, a personalidade de uma pessoa capaz de agir com firmeza ao mesmo tempo em que com simpatia e empatia pelos problemas de cada condômino. É preciso estar ciente que o síndico vai receber muito mais críticas que ajuda no exercício da função.
É importante não confundir as obrigações do sindico com as da administradora do condomínio. A administradora se encarregará sim de tudo que estiver disposto no contrato, porem ainda será o síndico o responsável judicial pelo condomínio e quem deverá responder por ele enquanto As administradoras se responsabilizam por trabalhos administrativos que o auxilia como convocar e organizar as assembleias gerais, fazer a gestão dos contratos, realizar pagamentos e controle contábil e cumprir exigências legais que se abatem sobre o condomínio.

 

Fonte: http://www.condominiosc.com.br/jornal-dos-condominios/gestao/2021-sindicos-e-administradoras-tem-diferentes-atribuicoes

Mais dicas