Notícias

O apartamento de montar

Publicado em

Ainda como funcionário da empresa de seu pai, a Suassuna Fernandes, Saulo Suassuna Fernandes Filho assistiu ao curso Beyond Smart Cities no MIT (Massachusets Institute of Technology) sobre novas formas de encarar indústrias tradicionais. A partir deste curso, ele reimaginou a indústria da construção civil na forma de legos que podem ser anexados e desanexados de acordo com o desejo do dono e assim surgia um braço da Suassuna Fernandes, a Molegolar.

A Molegolar é uma empresa do tipo start-up, hoje separada de sua empresa mãe, cujo propósito é construir empreendimentos imobiliários que podem ser alterados ao longo da vida do morador. Funciona assim, ao adquirir o imóvel, o cliente adquire o necessário para as suas necessidades no momento. À medida que as necessidades mudam, o cliente pode alterar a planta do imóvel comprando novos módulos ou vendendo os módulos que não são mais do seu interesse.

Os módulos têm escritura, impostos, água e luz separados de forma que a venda ou aquisição de novas unidades é tão simples quanto seria vender todo o apartamento, sem toda a dor de cabeça da mudança. A ideia foi patenteada para a Molegolar no Brasil e nos Estados Unidos.

Hoje a empresa está negociando com incorporadoras e bancos em Pernambuco, Alagoas, Bahia, Ceará, Pará, Paraíba, Santa Catarina e São Paulo e já possui dois empreendimentos em fase de construção. Para diversificar o perfil dos clientes, que ate agora tem sido de classe média e média-alta, a empresa entrou em uma parceria com o programa Minha Casa, Minha Vida do governo Federal e no futuro deve atingir classes mais baixas da população.

 

Fontes: Suassuna Fernandes/Revista Exame

Mais notícias