Notícias

Planejamento financeiro: a chave para o sucesso

Publicado em

planejamento financeiro

O primeiro passo para investir, de acordo com Pedro Queiroga Carrilho, escritor do livro “O Seu Primeiro Milhão”, é ter dinheiro e para isso não tem jeito: é preciso guardar. Para tanto, um planejamento financeiro é essencial. O assunto tem ganhado mais repercussão no Brasil, especialmente durante a crise – já é realizada em São Paulo uma feira chamada Expo Money onde esse assunto tem sido discutido – mas para o brasileiro comum ainda seria difícil passar 5 ou 6 meses sem receber salário, isto porque os falta planejamento mensal.

Pensando nisso, o blog Poupando Dinheiro do Zero criou uma tabelinha exemplificando uma das formas de dividir o rendimento em um mês. A tabela mostra ainda um exemplo baseado em um salário de R$2.000,00.

Descrição

Porcentagem

Valores

1

Despesas fixas

55%

R$1.100,00

2

Despesas variáveis

15%

R$300,00

3

Emergência

5%

R$100,00

4

Gastos Pessoais

15%

R$300,00

5

Guarda Dinheiro

10%

R$200,00

Total

100%

R$2.000,00

 É claro que a tabela segue apenas como sugestão, cada pessoa precisa adaptar suas finanças ao seu dia a dia, mas é importante que pelo menos 10% dos rendimentos sejam guardados a fim de estar preparado para emergências ou grandes compras. As despesas fixas devem estar entre 50 e 60% do salário o que é mais desafiador, por exemplo, para a classe média brasileira que gosta de viver com o conforto que trabalham para adquirir.

Especialmente para as mulheres, que tem fama de gastar muito, a SABEMI criou uma forma diferente de dividir o dinheiro, que leva em consideração as particularidades nas quais as mulheres gostam de investir como manicure e o ocasional passeio no shopping. A tabela e os valores baseados em um salário de R$2.000,00 estão descritas abaixo.

Descrição

Porcentagem

Valores

1

Gastos do dia a dia 

37%

R$740,00

Moradia + compras

17%

R$340,00

Educação

13%

R$260,00

Transporte

7%

R$140,00

2

Investimentos

30%

R$600,00

Ações

17%

R$340,00

Poupança ou tesouro direto

13%

R$260,00

3

Lazer

14%

RS280,00

Bares e baladas

6%

R$120,00

Restaurantes

6%

R$120,00

Cinema

2%

R$40,00

4

Cuidados pessoais

12%

R$240,00

Cabeleleiro

4%

R$80,00

Academia

3%

R$60,00

Manicure e pedicure

3%

R$60,00

Depilação

3%

R$60,00

5

Compras

7%

R$140,00

 

Total

100%

R$2.000,00

 Cada mulheres têm desejos e necessidades diferentes e isso implica em mexer nessa tabela para que ela se adapte a cada uma, mas é só um jogo de tirar aqui e jogar ali. Para quem acha tudo isso muito difícil existe ainda uma outra regrinha bem mais fácil de lembrar: 50/30/20. Ela sugere dividir o salário em contas a pagar, investimentos e despesas pessoais da seguinte forma, para o mesmo exemplo de R$2.000,00.

Descrição

Porcentagem

Valores

1

Despesas

50%

R$1.000,00

2

Gastos pessoais

30%

R$600,00

4

Investimentos

20%

R$400,00

 Independente da forma de dividir o salário, o ideal é ainda ter um fundo de emergências de 3 a 6 vezes o valor das despesas mensais e saber para onde está indo o dinheiro todo mês, inclusive gastos pequenos como estacionamentos e padaria. Não adianta criar uma tabela perfeita e ignorá-la o resto do mês, é preciso manter a organização para com dinheiro poupado poder investir e diversificar os rendimentos. Com planejamento, sonhos tem uma chance bem maior de se tornar realidade.

Fontes:

http://poupandodinheirodozero.blogspot.com.br/2014/11/como-dividir-sua-renda.html?m=1

http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,ERT264082-16356,00.html

http://www.comoguardar.com/como-aprender-a-guardar-dinheiro/

 

http://www.sabemi.com.br/site/cuidedoseudinheiro/ver/planejamento-financeiro-para-mulheres

O primeiro passo para investir, de acordo com Pedro Queiroga Carrilho, escritor do livro “O Seu Primeiro Milhão”, é ter dinheiro e para isso não tem jeito: é preciso guardar. Para tanto, um planejamento financeiro é essencial. O assunto tem ganhado mais repercussão no Brasil, especialmente durante a crise – já é realizada em São Paulo uma feira chamada Expo Money onde esse assunto tem sido discutido – mas para o brasileiro comum ainda seria difícil passar 5 ou 6 meses sem receber salário, isto porque os falta planejamento mensal.

Pensando nisso, o blog Poupando Dinheiro do Zero criou uma tabelinha exemplificando uma das formas de dividir o rendimento em um mês. A tabela mostra ainda um exemplo baseado em um salário de R$2.000,00.

Descrição

Porcentagem %

Valores

1

Despesas fixas

55%

R$1.100,00

2

Despesas variáveis

15%

R$300,00

3

Emergência

5%

R$100,00

4

Gastos Pessoais

15%

R$300,00

5

Guarda Dinheiro

10%

R$200,00

Total

100%

R$2.000,00

É claro que a tabela segue apenas como sugestão, cada pessoa precisa adaptar suas finanças ao seu dia a dia, mas é importante que pelo menos 10% dos rendimentos sejam guardados a fim de estar preparado para emergências ou grandes compras. As despesas fixas devem estar entre 50 e 60% do salário o que é mais desafiador, por exemplo, para a classe média brasileira que gosta de viver com o conforto que trabalham para adquirir.

Especialmente para as mulheres, que tem fama de gastar muito, a SABEMI criou uma forma diferente de dividir o dinheiro, que leva em consideração as particularidades nas quais as mulheres gostam de investir como manicure e o ocasional passeio no shopping. A tabela e os valores baseados em um salário de R$2.000,00 estão descritas abaixo.

Descrição

Porcentagem

Valores

1

Gastos do dia a dia 

37%

R$740,00

Moradia + compras

17%

R$340,00

Educação

13%

R$260,00

Transporte

7%

R$140,00

2

Investimentos

30%

R$600,00

Ações

17%

R$340,00

Poupança ou tesouro direto

13%

R$260,00

3

Lazer

14%

RS280,00

Bares e baladas

6%

R$120,00

Restaurantes

6%

R$120,00

Cinema

2%

R$40,00

4

Cuidados pessoais

12%

R$240,00

Cabeleleiro

4%

R$80,00

Academia

3%

R$60,00

Manicure e pedicure

3%

R$60,00

Depilação

3%

R$60,00

5

Compras

7%

R$140,00

 

Total

100%

R$2.000,00

É lógico que mulheres têm desejos e necessidades diferentes e isso implica em mexer nessa tabela para que ela se adapte a cada uma. Para quem acha tudo isso muito difícil existe ainda uma outra regrinha bem mais fácil de lembrar: 50/30/20. Ela sugere dividir o salário em contas a pagar, investimentos e despesas pessoais da seguinte forma, para o mesmo exemplo de R$2.000,00.

Descrição

Porcentagem

Valores

1

Despesas

50%

R$1.000,00

2

Gastos pessoais

30%

R$600,00

4

Investimentos

20%

R$400,00

Independente da forma de dividir o salário, o ideal é ainda ter um fundo de emergências de 3 a 6 vezes o valor das despesas mensais e saber para onde está indo o dinheiro todo mês, inclusive gastos pequenos como estacionamentos e padaria. Não adianta criar uma tabela perfeita e ignorá-la o resto do mês, é preciso manter a organização para com dinheiro poupado poder investir e diversificar os rendimentos. Com planejamento, sonhos tem uma chance bem maior de se tornar realidade.

Fontes:

http://poupandodinheirodozero.blogspot.com.br/2014/11/como-dividir-sua-renda.html?m=1

http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,ERT264082-16356,00.html

http://www.comoguardar.com/como-aprender-a-guardar-dinheiro/

http://www.sabemi.com.br/site/cuidedoseudinheiro/ver/planejamento-financeiro-para-mulheres

Mais notícias